top of page

Já ouviu alguém dizer “o cão mordeu do nada…”?



Provavelmente foi tão punido por rosnar que não teve outra alternativa senão morder, sem rosnar…

Por isso, costumo dizer que “cão que rosna, é uma benção”!


Existem diferentes tipos de rosnados, como por exemplo, no contexto de brincadeira. Contudo, neste artigo vou apenas referir-me ao rosnado de aviso.


Cão que rosna

❌NUNCA deve ser punido

❌NUNCA deve ser ignorado


Quando um cão rosna, a nossa resposta humana mais natural é sentirmo-nos ofendidos, com raiva e interpretamos como um desrespeito.

De imediato pensamos que o cão precisa de aprender a não rosnar e portanto tem de ser punido, castigado para que aprenda a não repetir.

Contudo, a verdade é que o cão acaba de nos fornecer um sinal de comunicação muito valioso, uma verdadeira benção!


Os cães rosnam na tentativa de evitar recorrer à mordida, não para iniciá-la. Eles não se comunicam como nós e por isso têm a sua própria forma de o fazer.


Rosnar é a maneira de um cão dizer:

😧"por favor, para"

😠"não gosto que ponhas a mão"

😲"vai embora"

😵"não estou confortável com isso e estou com medo"


Um cão que rosna está a esforçar-se para comunicar e quando punimos, estamos a suprimir essa comunicação.

Rosnar não é o problema. Rosnar é o resultado, o sintoma de um problema.


Cão que morde sem o aviso de um rosnado é realmente um problema muito mais sério do que um cão que rosna, mas não morde.

Procure por quaisquer outros sinais de alerta que possam anteceder ao rosnado.


Identifique o que faz o seu cão quando se sente ameaçado e crie uma distância entre ele e o que o está a provocar a ameaça.


Seja grato pelo rosnado 🙏

Seja o melhor guardião ❣️

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page