top of page

"É da minha natureza!"

Era uma vez um sapo que pediu boleia a um escorpião para passar para o outro lado do rio, mas antes, pediu-lhe para não o picar, ao que o escorpião concordou. Assim que chegaram à outra margem o escorpião picou o sapo e este perguntou-lhe: "...mas... porque fizeste isto?" Ao que o escorpião respondeu: "É da minha natureza!"


É também da natureza dos cães "varrerem" tudo por onde passam!


Perguntam os leitores, "...e nós vamos deixá-los comer tudo que encontram no chão?" Algumas dicas: - devemos antecipar e prevenir alguns locais - devemos estar atentos aos locais por onde eles passam - podemos usar o nosso corpo como barreira para não chegar ao local ou colocar o pé no chão por cima da "coisa" a evitar - devemos deixar o telemóvel em casa, o passeio não é o momento para pôr conversas em dia com os amigos ou para responder a mensagens do trabalho


Vamos evitar transformar o passeio num berreiro "NÃO!", "Isso Não!", "Sai daí" e dar puxões constantes na trela. O passeio deixa de ser prazeroso quer para o cão quer para nós.


Por vezes deixo-os livremente lamberem o chão. Moro próximo de uma paragem de táxis e de vez em quando os taxistas juntam-se e comem uns petiscos. O chão fica cheio de migalhas e os meus cães deliciam-se com esse repasto. Não só relaxam por estarem a cheirar como estão a comer micro pedaços.


Vamos proteger os nossos cães e vamos também deixá-los ser o que são...porque é da sua natureza ;-)

...e o seu cão, quão "varredor" é, numa escala de 1 a 5?🧹🧹🧹🧹🧹



12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page